Segredos para um bom churrasco

09.05.2019

Segredos para um bom churrasco

 

O churrasco pode ser considerado a primeira forma que o ser humano encontrou de cozinhar os seus alimentos. Em vez de os comer crus, a partir do momento em que o fogo foi descoberto, começou a ser usado para este propósito enquanto as comunidades se punham à volta de uma fogueira. Hoje em dia terá certamente mais qualidade e variedade do que nos primórdios da Humanidade, mas o foco na carne e no facto de ser visto como uma oportunidade de convívio são coisas que se mantiveram.

Chegando a meio da Primavera e com a aproximação dos dias de calor, chega também a altura do ano em que a palavra “churrasco” volta a fazer parte do nosso vocabulário. E apesar de esta ser uma prática culinária que a maior parte das pessoas se sentirá capaz de fazer com algum sucesso, nunca é demais deixar algumas dicas sobre elementos que não podem faltar para ser perfeito.

Um churrasco começa sempre com o local, de preferência ao ar livre, onde se possa aproveitar o bom tempo e juntar um conjunto de amigos ou familiares. E se ter um espaço onde os convivas se possam sentar para apreciar o repasto é importante, não é menos relevante a zona dedicada ao grelhador onde a “magia” vai acontecer.

Depois, é também essencial fazer um plano daquilo que é necessário para o churrasco: os materiais, os temperos, os acompanhamentos e, mais importante, as carnes.

Começamos pelo carvão, pela pinça com a qual manuseamos as carnes (e que não pode faltar a qualquer especialista de churrasco), e vamos por aí fora até chegarmos àquilo que vai ser incluído na refeição.