Utilizamos cookies próprias e de terceiros para melhorar o nosso serviço, personalizar os anúncios e relembrar as suas preferências. Se continuar a navegar, entenderemos que está a aceitar a utilização de Cookies no nosso Site. Para mais informações (por exemplo, como mudar as suas preferências), visite-nos em Política de Cookies

OK
advertisement
Programa AvançadoAvançado

Reguengos de Monsaraz - Sopa de Beldroegas

Classificação 5/5

A sopa de beldroegas é particularmente apreciada pelos alentejanos, que têm essa planta em abundância. Mas não há nenhuma razão para essa sopa não ser feita de norte a sul do país, até porque já se encontram beldroegas à venda com alguma facilidade.

Começamos por aquecer uma panela com o fundo forrado a azeite e, quando este aquecer, colocamos os coentros picados (talos e folhas) e os talos das beldroegas a refogar (apenas os talos!). Temos de assegurar que existe bastante azeite no fundo, para que os coentros e os talos das beldroegas não queimem, e vamos mexendo. Juntamos as cabeças de alho descascadas mas inteiras e as folhas das beldroegas. Cobrimos com água previamente fervida, temperamos com sal e pimenta, tapamos e deixamos ferver durante uns minutos, enquanto descascamos as batatas e as cortamos em rodelas com cerca de 1 cm de espessura.

Depois de juntarmos as batatas à sopa, deixamos ferver com a panela tapada durante 15 minutos, tempo suficiente para as batatas cozerem. Nos últimos 5 minutos de cozedura, acrescentamos os queijos cortados em quatro, para que eles deixem o seu sabor na sopa. Quando escolhermos o queijo para esta sopa, devemos pedir um que não se desfaça durante a cozedura. É importante.

No final, podemos servir a sopa em tigelas individuais sobre fatias de pão, à boa maneira alentejana. E podemos também acrescentar ovos escalfados, nos últimos 5 minutos de cozedura da sopa.

Descubram a fórmula que gostem mais.

E até à próxima receita!
 

Para miúdos:
não
Para os vegetarianos:
sim
Receita de: Sebastião Castilho