Utilizamos cookies próprias e de terceiros para melhorar o nosso serviço, personalizar os anúncios e relembrar as suas preferências. Se continuar a navegar, entenderemos que está a aceitar a utilização de Cookies no nosso Site. Para mais informações (por exemplo, como mudar as suas preferências), visite-nos em Política de Cookies

OK
advertisement
Programa AvançadoAvançado

Porto - Caldo Verde à moda do Porto

Classificação 0/5
O primeiro passo para o caldo verde é cortar a couve galega em tiras muito fininhas. Ou então compramos a couve já cortada, o que nos poupa algum trabalho. Neste caldo verde os processos de cozedura do puré e da couve vão ser feitos à parte. Numa panela vamos cozer a cebola, o alho e a batata, que depois transformamos em puré. E noutra panela vamos cozer a couve, que depois juntamos ao puré. Comecemos!

Colocamos ao lume uma panela grande e forramos o fundo com bastante azeite. Assim que o azeite estiver quente, juntamos as cebolas descascadas e cortadas em gomos e os alhos picados. De seguida, descascamos a courgette, cortamos às rodelas e adicionamos ao nosso refogado. Fazemos o mesmo com a batata. Temperamos o refogado com sal e pimenta, envolvemos, deixamos cozinhar mais alguns minutos e cobrimos com água. Finalmente, tapamos a panela, baixamos o lume e deixamos cozer lentamente.

Numa panela à parte, colocamos água a ferver, temperamos com sal e azeite e cozemos a couve para o caldo verde durante 5 minutos. Passado esse tempo, retiramos as couves da panela, passamos por água fria de modo a não perderem a cor e reservamos até ao momento em que vamos juntá-las ao puré.

Podemos aproveitar a panela com a água das couves para cozer o chouriço. É preferível cozê-lo em separado do puré para que ele não deixe bolhas de gordura a boiar na água do caldo verde. E, sem nos preocuparmos muito com o tempo, deixamos o chouriço cozer até que tudo o resto esteja pronto.

Depois de cozida a batata com a cebola e a courgette, trituramos com a varinha mágica de modo a fazer um puré. Acrescentamos as couves cozidas e mexemos, para envolver. As duas partes do caldo verde, feitas em separado, estão finalmente unidas. E o caldo verde está pronto a servir. Em tigelas individuais, colocamos algumas rodelas de chouriço e umas conchas de caldo verde, que podemos acompanhar com fatias de broa de milho. É assim o caldo verde à moda do Porto. Bom apetite!
Para miúdos:
não
Para os vegetarianos:
não
Receita de: Sebastião Castilho