Utilizamos cookies próprias e de terceiros para melhorar o nosso serviço, personalizar os anúncios e relembrar as suas preferências. Se continuar a navegar, entenderemos que está a aceitar a utilização de Cookies no nosso Site. Para mais informações (por exemplo, como mudar as suas preferências), visite-nos em Política de Cookies

OK
advertisement
Programa AvançadoAvançado

Nazaré - Sopa de Tamboril

Classificação 0/5

Nesta sopa, aproveitamos todas as partes do tamboril. Por isso, quando comprarmos o nosso peixe na peixaria e pedirmos para o arranjar, devemos pedir também a sua cabeça e as espinhas à parte. 

Isto porquê? Porque apesar de essas partes não serem comestíveis, têm sabor e devemos aproveitá-las para dar sabor ao líquido da nossa sopa: o caldo de peixe.

Para fazermos o caldo, colocamos “os desperdícios” do tamboril numa panela com água a ferver e juntamos uma cebola descascada e cortada em gomos, meia cenoura cortada às rodelas e os dentes de alho inteiros. 

Temperamos o caldo com grãos de pimenta, sementes de funcho e deixamos ferver durante 20 minutos.

Entretanto, levamos os lombos de tamboril ao forno, pré-aquecido a 200ºC. 

Colocamos os lombos previamente arranjados e lavados num tabuleiro de ir ao forno, regamos com um fio de azeite e temperamos com sal, pimenta e algumas folhas de alecrim. Deixamos que eles assem durante, sensivelmente, 20 minutos.

Nos últimos minutos de cozedura dos dois principais elementos da sopa – o caldo de peixe e os lombos de tamboril – começamos a fazer a sopa propriamente dita. 

Num tacho largo, com o fundo forrado a azeite, refogamos uma cebola picada. Quando esta estiver transparente, refogamos as cenouras descascadas e cortadas às rodelas e os talos de aipo também cortados às rodelas.

Deixamos refogar durante 1 ou 2 minutos e cobrimos com o caldo de peixe previamente preparado, utilizando um coador para aproveitarmos apenas o líquido. 

Tapamos e deixamos cozer em lume brando, com a panela tapada, durante cerca de 20 minutos.

Quando os legumes da sopa estiverem cozidos, trituramos com uma varinha mágica e só então temperamos com sal, a gosto. 

É mais sensato temperar com sal apenas nesta altura, com a mistura de legumes triturada, pois assim não corremos o risco de termos a sopa demasiado salgada.

Na altura de servir, vamos ter uma base de creme de legumes com sabor a peixe e os lombos de tamboril assados dispostos por cima. 

Podemos inclusive polvilhar com folhas de coentros frescos, para lhe dar verde e frescura. E

Esta é uma forma diferente de fazer sopa de tamboril, cozinhando os lombos do tamboril em separado, mas deixando o seu sabor no creme de legumes...

Experimentem!

Para miúdos:
não
Para os vegetarianos:
não
Receita de: Sebastião Castilho