Utilizamos cookies próprias e de terceiros para melhorar o nosso serviço, personalizar os anúncios e relembrar as suas preferências. Se continuar a navegar, entenderemos que está a aceitar a utilização de Cookies no nosso Site. Para mais informações (por exemplo, como mudar as suas preferências), visite-nos em Política de Cookies

OK
advertisement
Programa AvançadoAvançado

Évora - Entrecosto assado com migas de espargos

Classificação 4/5

Começamos por temperar a peça de entrecosto com bastante massa de pimentão, ervas de provence e pimenta. Como a massa de pimentão já leva sal, não precisamos reforçar esse tempero, mas podemos acrescentar uma pitada se gostarmos mais. Forramos o fundo de uma assadeira com azeite e dispomos os dentes de alho descascados e alguns raminhos de tomilho por cima. Só então colocamos a carne na assadeira e regamos com o vinho branco. Levamos ao forno, pré-aquecido a 180ºC, e deixamos assar durante 40 minutos.

 

Aproveitamos esse tempo para preparar as migas. Lavamos os espargos, retiramos a parte mais dura dos talos e cozemo-los em água a ferver, até eles estarem moles. Enquanto os espargos cozem, cortamos o pão aos bocados. Quanto mais duro for o pão, melhor. O ideal é que seja um pão com 2 ou 3 dias, pois isso vai fazer com que as migas fiquem mais consistentes.

 

Depois de retirarmos os espargos da água, reservamo-los, mas deixamos a água na panela, para cozermos o nosso pão. Salgamos a água, acrescentamos 3 dentes de alho inteiros e depois o pão cortado. Deixamos cozer alguns minutos, para que o pão fique suficientemente mole ao ponto de se desfazer.

 

Com o pão desfeito e pronto a fritar, retiramo-lo da panela, com o cuidado de retirarmos a água em excesso e reservamos. Entretanto, picamos finamente os espargos cozidos, os dentes de alhos que cozeram com o pão e picamos também os espinafres, que vamos cozinhar na frigideira, juntamente com o pão e os espargos.

 

Misturamos o pão com os espargos, os espinafres e os alhos e acrescentamos duas gemas, para ligar todos esses ingredientes e dar uma cor mais bonita às migas. Finalmente, colocamos a mistura numa frigideira larga, usando o molho que o entrecosto largou para ajudar a fritar e criar uma crosta dourada à volta das migas.

 

Quando tivermos as migas bem douradas e bonitas, retiramos e servimos a acompanhar o entrecosto assado. E temos uma refeição tipicamente alentejana e bastante saborosa. Experimentem!

Para miúdos:
não
Para os vegetarianos:
não
Receita de: Sebastião Castilho