Utilizamos cookies próprias e de terceiros para melhorar o nosso serviço, personalizar os anúncios e relembrar as suas preferências. Se continuar a navegar, entenderemos que está a aceitar a utilização de Cookies no nosso Site. Para mais informações (por exemplo, como mudar as suas preferências), visite-nos em Política de Cookies

OK
advertisement
Programa AvançadoAvançado

Caldas da Rainha - Sapateira Recheada

Classificação 0/5
Para cozinharmos as sapateiras, há um truque essencial: quando as colocarmos ao lume, a água da panela deve estar fria – nunca quente! E o truque é ir deixando a água aquecer progressivamente já com as sapateiras dentro. Porquê? Se colocássemos as sapateiras directamente em água a ferver, corríamos o risco de elas largarem as suas patas.

Então, primeiro passo: colocamos as sapateiras a cozer, em água fria. E aproveitamos a água para cozer também quatro dos ovos, que vamos usar para engrossar o paté. Depois de a água levantar fervura, deixamos cozer durante 15 minutos.

Aproveitamos para preparar a maionese. Numa tigela, misturamos dois ovos (retirando um pouco das claras) com a mostarda e um fio de azeite. Com a ajuda de uma vareta de arames, mexemos bem até conseguirmos a consistência cremosa que queremos. Podemos ir acrescentando azeite à medida que mexemos para a nossa maionese ficar mais solta. Quando tivermos a consistência desejada, temperamos com uma pitada de sal e pimenta moída e acrescentamos pickles picados em pedaços pequeninos, para se misturarem bem com os restantes ingredientes.

Depois das sapateiras cozidas, passamo-las por água fria e abrimo-las, para retirarmos o seu interior. Se dermos uma pancada na zona superior da sapateira, junto à cabeça, ela vai abrir-se facilmente. Para o paté, aproveitamos tudo o que está no interior da sapateira e ainda a carne da sapateira, incluindo a que está no interior das suas patas. Para isso, partimos as cascas com a ajuda de um pequeno martelo de marisco e misturamos tudo com a nossa maionese caseira. Faltam-nos apenas os ovos cozidos, que picamos e juntamos à mistura. E pronto, temos o nosso paté de sapateira feito. Basta reservarmos no frigorífico até ao momento de servir. Na altura de o apresentarmos na mesa, podemos aproveitar a carcaça da sapateira, servindo o paté no interior da própria sapateira. Com umas tostas ou umas fatias de pão caseiro, fica uma entrada deliciosa. Bom apetite!
Para miúdos:
não
Para os vegetarianos:
não
Receita de: Sebastião Castilho