Utilizamos cookies próprias e de terceiros para melhorar o nosso serviço, personalizar os anúncios e relembrar as suas preferências. Se continuar a navegar, entenderemos que está a aceitar a utilização de Cookies no nosso Site. Para mais informações (por exemplo, como mudar as suas preferências), visite-nos em Política de Cookies

OK
advertisement
Programa AvançadoAvançado

Blog - Comida com Paixao: Kefta Tagine [ e um prato cheio de memórias fantásticas ]

Classificação 0/5
A sugestão que encerra esta semana corrida pertence a uma das minhas melhores recordações de viagem e é um prato cheio de memórias (visuais e olfactivas) fantásticas! 

Há uns anos atrás tive a oportunidade de conhecer Marrocos, país onde voltaria repetidamente, se pudesse. Fiquei irremediavelmente encantada com a gastronomia, a cultura, os cheiros, as cores, os contrastes geográficos e a luz (aiiiiii aquela luz) e aquele inigualável céu de fogo!

O prato de hoje é um dos preferidos da cozinha marroquina cá em casa e é uma adaptação pessoal à Kefta Tagine da sra. Aminah (cozinheira do Riad onde ficámos em Marrakech). E se a cidade me apaixonou para a vida, esta senhora conquistou-me com o seu enorme talento culinário, sorriso, humildade, gentileza e simpatia genuínas. 

Salam Alaikum, Aminah! Salam Alaikum, Maroc! 


Nota: Ao clicar no nome da cidade, poderá ficar a conhecê-la pelos meus olhos (e pela minha lente).





Vai precisar de:
- Tábua e Faca
- 2 Tigelas grandes
- Colher de sopa
Tagine ou Caçarola grande
- Colher de pau
Salazar ou espátula de cozinha

Preparação:
Numa tigela grande deite a carne de Borrego, a cebola, os alhos *, os cominhos, o gengibre, a paprika, a salsa, o manjericão e a gema de ovo *. Misture tudo com as mãos e forme bolas pequenas a médias. Disponha num prato e reserve.

* Dica 1: Retire o gérmen aos alhos antes de os picar para que o sabor seja mais suave. O que é o gérmen e como o tirar? Após descascar os alhos, corte-os logitudinalmente. No centro vai ver um fino "coração" de extremidade esverdeada (que germina quando os dentes de alho "envelhecem"), é isto o gérmen e deve retirá-lo com a ponta de uma faca pequena.
* Dica 2: Guarde a clara do ovo e congele-a dentro de um pequeno saco plástico. Quando tiver em quantidade suficiente pode usá-las para preparar um Omelete de baixo valor calórico ou para fazer Farófias.

Cubra o fundo de uma Tagine (ou caçarola grande) com uma quantidade generosa de azeite. Quando estiver bem quente, disponha as bolas, almôndegas ou Keftas espaçadas entre si * e deixe cozinhar em lume médio/ alto. O que pretende é selar a carne e não cozinhá-las na totalidade. Vire-as com a ajuda de duas colheres de sopa, de maneira a que fiquem levemente douradas de todos os lados. Assim que atinjam este aspecto, retire para o prato e deixe repousar. Repita o processo até terminar o número de Keftas existentes.

* Dica 3: Não encha muito a Tagine ou caçarola de cada vez, para que a temperatura do azeite não desça demasiado e o tempo de cozedura seja mais rápido.

Enquanto a última dose de Keftas cozinha, coloque na outra tigela grande a polpa, os pedaços de tomate e o tomate seco previamente picado. Adicione o açúcar amarelo, o sal marinho e a erva-príncipe, mexa com a ajuda de uma colher e reserve.

Assim que as Keftas estiverem seladas, reduza o lume à Tagine e adicione gradualmente o molho preparado anteriormente. Envolva tudo com uma colher de pau (para que o azeite se misture com o tomate) e aumente o lume para médio/ alto. Assim que começar a borbulhar, adicione as Keftas dispondo-as lado a lado *. Escorra os sucos da carne que fiquem no prato e adicione-os ao molho, mexendo levemente. Quando o molho começar a ferver coloque a tampa e deixe cozinhar 30 a 35 minutos em lume médio/ baixo.

* Sugestão: Se quiser tornar este prato ainda mais rico, junte um ovo por pessoa cerca de 20 a 25 minutos após adicionar as Keftas ao molho de tomate.

Sirva bem quente, com Couscous ou Arroz Branco simples.


Bom Apetite!

Esta receita foi enviada e gentilmente cedida pelo Blog Recomendado Comida com Paixao
Para miúdos:
sim
Para os vegetarianos:
não