Utilizamos cookies próprias e de terceiros para melhorar o nosso serviço, personalizar os anúncios e relembrar as suas preferências. Se continuar a navegar, entenderemos que está a aceitar a utilização de Cookies no nosso Site. Para mais informações (por exemplo, como mudar as suas preferências), visite-nos em Política de Cookies

OK
advertisement
Programa AvançadoAvançado

Almeirim - Costeletas de borrego com salada de pepino

Classificação 0/5

Nesta receita, podemos começar pela salada, pois é um elemento que convém levar ao frigorífico antes de servir. Então, cortamos os pepinos ao meio e, com uma colher, retiramos as sementes do seu interior. Fatiamos, temperamos com sal e reservamos num coador durante mais ou menos 20 minutos, de forma a que o pepino liberte a sua água. É um pequeno truque. Entretanto, preparamos o molho que ligar a salada. Num recipiente, misturamos o iogurte natural com um fio de azeite, uma pitada de sal e de pimenta, menta e coentros picados. Mexemos bem e temos o molho pronto para envolver nos pepinos. Com a salada pronta, reservamo-la no frigorífico até ao momento de servir.

 

Passamos aos restantes elementos da receita. Numa frigideira quente e sem gordura, colocamos rodelas do chouriço e deixamos que ganhem crosta de um lado e do outro. O chouriço vai libertar gordura e é com ela que vamos fritar as costeletas de borrego. Quando o chouriço estiver tostado, retiramos e reservamos, deixando a gordura que ele libertou na frigideira, pois vamos precisar dela.

 

Depois de temperarmos as costeletas de borrego com sal, pimenta preta moída e raspa de limão, colocamo-las na frigideira, com a gordura do chouriço. Acrescentamos os pinhões e deixamos fritar, em lume alto, virando de um lado e de outro, até que a carne esteja cozinhada. Quando cozinhamos borrego, convém deixá-lo entre o médio e o mal passado, pois essa carne fica mais saborosa e tenra dessa forma.

 

Na altura de empratar, esprememos sumo de limão sobre as costeletas e podemos até “enfeitá-las” com algumas rodelas de limão. Acompanhamos com a salada e temos um prato equilibrado, de carne e legumes. Experimentem!

Para miúdos:
não
Para os vegetarianos:
não
Receita de: Sebastião Castilho