Vai uma mariscada? 6 receitas que o vão deixar com água na boca

21.05.2019

Vai uma mariscada? 6 receitas que o vão deixar com água na boca

 

É quase uma inevitabilidade. Chega o verão e começamos com desejos de várias coisas: sardinhas e caracóis (só nos meses que se escrevem sem “r”, claro!), imperiais na esplanada e, claro está, mariscadas. É verdade que podemos comer marisco durante todo o ano, mas com o calor parece que sabe melhor, não é? Aqui seguem seis receitas para aliviar o desejo marisco.

 

Sopa de marisco | Tia Cátia

Começamos com uma sopinha para abrir o apetite, pode ser? A Tia Cátia agarra nos melhores camarões e nas mais distintas amêijoas para nos presentear com esta sopa de marisco, tão boa para nos ajudar a “forrar” o estômago antes de uma verdadeira mariscada.

É verdade que pode ser servida também no final da refeição (há quem prefira), mas independentemente de quando é consumida, uma boa sopa de marisco é peça fundamental numa refeição onde os “frutos do mar” são reis.

 

Veja a receita completa aqui.

 

Poejada de amêijoas | Filipa Gomes

As amêijoas são presença assídua nas mesas nacionais. Das mais tradicionais “à Bulhão Pato” a esta poejada da Filipa Gomes, uma mariscada sem amêijoas é como Cozido à portuguesa sem enchidos: não faz sentido.

Para este prato, a “nossa” Filipa sugere-nos utilizar o poejo como erva aromática que vai dar às amêijoas um sabor único, servindo-as depois em cima de finas fatias de pão alentejano – quem não gosta de molhar o pão no molho das amêijoas?

 

Veja a receita completa aqui.

 

Lingueirão com salada de pepino e molho de mel e limão | Leonardo Pereira

Ligueirão, canivete ou navalha significam basicamente a mesma coisa em “marisquês”. O que não é “a mesma coisa” é esta receita do Leonardo Pereira, em que ao dito bivalve juntamos uma salada de pepino com molho de mel e limão, numa combinação que é, no mínimo, surpreendente.

O lingueirão, esse, é frito em azeite depois demolhado e escorrido durante 30 minutos. Assim que as suas conchas em forma de navalha começarem a abrir, está pronto a ser degustado.

 

Veja a receita completa aqui.

 

Camarões com molho de café | Tia Cátia

Ideal para servir por cima do pão torrado – não há mariscada sem pão torrado, claro! –, estes Camarões com molho de café da Tia Cátia prometem deixar água na boca a todos os amantes de camarão.

Depois de descascados, os camarões são fritos em azeite, alho e cebola, fazendo-se também um caldo com as suas cascas, que se junta aos ditos juntamente com leite de côco e, claro está, o café.

 

Veja a receita completa aqui.

 

Sapateira grelhada com flores de funcho e açorda | Leonardo Pereira

É difícil encontrar uma mariscada que não tenha sapateira. Mas esta receita, do Leonardo Pereira, foge à tradicional sapateira que é cozida e servida com o seu miolo dentro da carapaça, muito comum nas marisqueiras nacionais.

Aqui, para além de grelharmos a sapateira depois de a cozer ligeiramente, vamos fazer uma açorda com os seus sucos, acomodando o pão e os respetivos temperos dentro da sua carapaça. O prato só fica completo se servido com flores de funcho e gomos de limão.

 

Veja a receita completa aqui.

 

Massada de marisco | Filipa Gomes

Abrimos com sopa, fechamos com massada.

A massada de marisco é um dos baluartes da cozinha costeira portuguesa, fazendo as delícias de todos os que adoram os nossos “frutos do mar” e não passam sem uma boa massada.

A receita da Filipa Gomes não dispensa o picante e leva mexilhão, camarão e lavagante, que se juntam depois aos cotovelinhos cozidos no caldo de marisco feito com as cascas dos dois últimos para um sabor irresistível.

 

Veja a receita completa aqui.