Utilizamos cookies próprias e de terceiros para melhorar o nosso serviço, personalizar os anúncios e relembrar as suas preferências. Se continuar a navegar, entenderemos que está a aceitar a utilização de Cookies no nosso Site. Para mais informações (por exemplo, como mudar as suas preferências), visite-nos em Política de Cookies

OK
advertisement

Fruta: antes ou depois das refeições?

O nutricionista Pedro Carvalho escreveu para o Público sobre os mitos de comer fruta antes ou depois da refeição. No artigo, desmistificou estes ditos:

- A ideia de que a fruta fermenta no estômago depois da refeição é falsa. O estômago é um meio extremamente ácido que impede que grande parte das bactérias consiga lá sobreviver.

- Comer uma peça de fruta antes da refeição diminui a gordura absorvida devido ao teor de fibra. Contudo, comer um prato de sopa faz o mesmo efeito, visto que possui praticamente a mesma quantidade de fibra (se a sopa contiver leguminosas como grão, feijão ou favas, este efeito será ainda maior, por ter uma maior quantidade de fibras).

- Ainda durante a refeição, acompanhamentos como legumes cozidos ou salada fornecem fibra, não sendo assim “obrigatório” comer fruta antes da refeição. O consumo de fruta no final da refeição ajuda à absorção do ferro, devido à vitamina C (em frutas como a laranja, morango e kiwi).

- O que fermenta é a fibra da fruta quando alcança o cólon, devido à flora intestinal. “Os eventuais gases que se poderão sentir após a ingestão de fruta (bem como de hortícolas, leguminosas, cereais integrais ou outras fontes de fibra) não é um sinal de “rejeição” do nosso organismo a estes alimentos, mas sim de que os estamos a ingerir na quantidade adequada e temos uma flora intestinal funcionante”, escreveu o nutricionista.

Em suma, não se preocupe a que horas come a fruta. Preocupe-se apenas em comer cinco porções diárias de frutas e legumes!

 

Veja o artigo completo aqui.



Fruta: antes ou depois das refeições?
Categoria: