Utilizamos cookies próprias e de terceiros para melhorar o nosso serviço, personalizar os anúncios e relembrar as suas preferências. Se continuar a navegar, entenderemos que está a aceitar a utilização de Cookies no nosso Site. Para mais informações (por exemplo, como mudar as suas preferências), visite-nos em Política de Cookies

OK
advertisement

Existe mesmo dependência de comida?

As pesquisas têm vindo a sugerir que o açúcar e a gordura podem ser viciantes – contudo, estes dados ainda são controversos na comunidade científica. O The Guardian falou com a investigadora Nicole Avena acerca desta dependência. Avena referiu um estudo feito há cerca de 10 anos, em que um grupo de ratos não resistia a “comida de plástico”, sujeitando-se mesmo a choques elétricos para a obter. Quando privados da comida, os ratos sofriam sintomas de dependência, incluindo tremores, suores, ansiedade e alterações da temperatura corporal . Avena disse ainda que o modelo que fala da dependência de comida ainda está numa fase inicial de desenvolvimento, e que ainda é bastante polémico, sendo que são necessários mais estudos que comprovem os efeitos em seres humanos.

O artigo refere ainda que os estudos têm sido feitos com açúcar e gordura, ainda não tendo sido experimentado com comida mesmo, e debate sobre o que é considerado “vício”. No final, podemos ler a opinião de Paul Fletcher, professor de saúde neurocientífica na Universidade de Cambridge, que considera que os estudos até agora realizados não permitem uma extrapolação tão grande para os seres humanos.

 

Veja aqui o artigo original (em inglês).



Existe mesmo dependência de comida?
Categoria: